Objetivos Gerais / Específicos


Bem vindo!

Aqui você encontra Informações; Oportunidades de negócios; Produtos; Serviços nas áreas ambiental, civil e imobiliária!

Agradecemos a visita!

Confira oportunidades de empregos em várias áreas e locais

PROJETE, CONSTRUA, REGULARIZE E DÊ MANUTENÇÃO EM SEU IMÓVEL...

PROJETE, CONSTRUA, REGULARIZE E DÊ MANUTENÇÃO EM SEU IMÓVEL...

Por menos poluição...

ADRENALINA MELHORA SUA VIDA...

Loading...

sábado, 25 de janeiro de 2014

QUEM É MAIS ARRISCADO AVIÃO OU ÔNIBUS?

Neilson Guimarães *

Há 105 anos atrás, no dia 17 de setembro de 1908, ocorreu a primeira fatalidade relacionada à aviação quando o tenente Thomas Selfridge faleceu como passageiro durante uma demonstração de voo feita por Orville Wright na Virgínia (EUA).

Um estudo realizado entre 1993-95 pelo Conselho Nacional de Segurança dos Estados Unidos publicado pela Folha On Line em http://zip.net/brl892, baseado no número de fatalidades com o número de milhas percorridas, descreveu que em média, morrem nas rodovias norte-americanas 11 mil pessoas a cada seis meses, dessa forma, revelou que nos EUA é 11 vezes mais seguro viajar de avião do que de carro. A matéria revela que menos óbitos ocorreram em acidentes com avião comercial nos EUA nos últimos 60 anos em relação à média de mortes em rodovias a cada três meses.
                               St. Maarten, Antilhas Holandesas, pouso no Aeroporto Princess Juliana 
Dados da Wikipédia, encontrados em http://zip.net/bml8Hl revelam que, dos 1.843 acidentes aéreos desde 1950 até 2006  excluindo-se ocorrências militares, voos privados e voos charters, teve-se as  seguintes causas:  53%: Erro do piloto; 21%: Falhas estruturais; 11%: Clima/tempo; 8%: Outros erros humanos (erro do controle de tráfego aéreo, imperícia no carregamento, imperícia na manutenção, contaminação de combustível, erro de comunicação, etc); 6%: Sabotagem (bombas, sequestros, abatimentos); 1%: Outras causas.

Ainda na Wikipedia em http://zip.net/bnmb2Z encontramos que, por bilhão de viagens, os aviões estão em terceiro lugar no número de mortes, e em oitavo lugar em número de mortes por bilhão de horas de vôos. Em uma lista contendo dez meios de transporte diferentes, considerando mortes por bilhão de km percorridos, o avião coloca-se em na décima posição.

Segundo dados, o risco de envolvimento de um avião num acidente, é de um em três milhões, dessa forma seria necessário uma pessoa voar pelo uma vez por dia durante 8,1 mil anos para se atingir este total de três milhões de vôos, dessa forma deduz-se que as ocorrências são raras.


Se analisarmos o número de fatalidades por quilômetro voado, poderemos chegar a conclusão de que a parte mais perigosa de uma viagem é o percurso até o aeroporto. Há 30 anos, a probabilidade de ocorrer um acidente era uma para cada 140 milhões de milhas voadas; atualmente, a cada 1,4 bilhão, assim, o fator segurança está dez vezes melhor em três décadas.


Na tabela abaixo dentre suas variáveis apresentadas, temos para a energia cinética os valores de 2.282,74 MJ para o avião e, 3.702,96 KJ para o ônibus. Nota-se que o veículo de transporte rodoviário possui uma energia cinética 616.42 vezes menor que o veículo de transporte aeroviário.
                        Fonte: UCAM - Apostila Gerência de Risco, Unidade II, fl. 33.
Para as variáveis referentes à energia potencial gravitacional temos os valores de 8.624 MJ para o avião e, 294 KJ para o ônibus, dessa forma, a energia potencial do avião é mais de 29.333,00 vezes maior que a do ônibus.

O desprendimento de energia do avião é bem maior que a do ônibus, elevando assim o seu potencial destrutivo, tornando-o muito superior ao do ônibus.  Analisando dessa forma, com base no critério de Energia Mecânica Total, verifica-se que o avião é mais que 2.729 vezes mais perigoso.

Com base na estatística abaixo, os períodos mais propensos ao acidente no transporte aeroviário, ocorrem na decolagem, durante a subida imediata para a altitude de segurança e, na descida para o pouso da aeronave. A decolagem e o pouso exigem demais do avião em termos físicos, motivo pelo qual três quartos dos acidentes ocorrem durante essas duas curtas fases de um voo.

                      Fonte: Editoria de Arte


Já os acidentes envolvendo veículos de transporte rodoviário estão relacionados com condições locais, condições climáticas, imperícia, imprudência, dentre outros... Segundo dados,  nos Estados Unidos a primeira morte por essa causa ocorreu em 1899, a intensidade do problema foi tal que em 1951 registrou-se ali o milionésimo caso. 

Segundo artigo publicado em http://zip.net/bymcGh, os acidentes de trânsito no planeta terra, em especial causados por veículos automotores, assumem destaques cada vez maiores como causas de mortes, sendo que, em inúmeros países, quanto à magnitude, a mortalidade por essa causa figura entre as primeiras.  

Para analisarmos o transporte mais arriscado dependemos de medir variáveis e atribuir valores a itens como: quotidiano, frequência, sazonalidade, dentre outros elementos. Se levarmos em consideração, por exemplo, dados probabilísticos de acidentes fatais por quilômetros percorridos, teríamos o avião como o meio de transporte menos arriscado visto que, em uma viagem, percorre-se trechos que por terra poderiam ser muito maiores,  significando horas ou dias de direção, aumentando assim substancialmente os riscos de acidentes. 

NOTAS:
- Bacharel em Arquitetura e Urbanismo;
- Especialista em Gestão e Educação Ambiental;
- Pós Graduado - MBA em Gestão de Obras e Projetos;
- Pós Graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho;
- Pós Graduado em Gestão Empresarial;
- Mestre em Gestão e Auditorias Ambientais com ênfase em Engenharia e Tecnologias Ambientais pela Universidade de Leon, Sapaña.
- Membro do Conselho Metropolitano de Desenvolvimento da Grande Vitória - COMDEVIT;
- Membro do Conselho Regional de Meio Ambiente do ES - CONREMA V; 
- Mebro do Conselho Gestor do Sistema de Transportes Públicos Urbanos de Passageiros da Região Metropolitana da Grande Vitória - CGTRAN-GV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DECORE SEU IMÓVEL...

DECORE SEU IMÓVEL...

CONSULTORIA IMOBILIÁRIA ESPECIALIZADA - CONSULTE

CONSULTORIA IMOBILIÁRIA ESPECIALIZADA - CONSULTE